Plantas que Curam

A CALÊNDULA

Herbácea de clima temperado com folhas simples, flores amarelo-alaranjadas, também conhecida como malmequer, malmequer-do-mato, maravilha e verrucária. A inflorescência é em capítulos solitários e terminais, de cor amarelo-alaranjadas. elas abrem ao nascer do sol e se fecham quandoo sol se põe. O fruto é um aquênio curvo, irregular, que apresenta espinhos na face exterior. As flores e folhas apresentam sabor amargo, com odor fraco e aromatizado.
Propriedades : Antiespasmódico e cicatrizante, possui efeitos anti-inflamatórios. É antisséptica, analgésica, emenagoga, colagoga, antiulcerosa, anti-inflamatória, antisséptica, cicatrizante, calicida, emoliente, antiviral, antiemético, vasodilatador e tônico da pele.

Indicações :

Infecções da pele Tanto no uso tópico como no interno, a calêndula tem propriedades antissépticas, depurativas e desintoxicantes e diversas utilizações potenciais. Em loção, creme ou pomada, acelera a cicatrização e combate a infecção, em problemas tão diversos como pequenas queimaduras e escaldões solares, picadas de insectos, borbulhas inflamadas e pustulentas, mastite, cortes e escoriações, erupções com inflamação, hemorróidas c varizes.

Distúrbios digestivos
Ingerida (de preferência, em infusão), a calêndula ajuda a curar problemas aparelho digestivo, incluindo úlcera péptica e gastrite. Devido, em parte, à sua ação antifúngica, ajuda a recuperar de infecções gastrointestinais, sobretudo quando associadas a disbiose intestinal e candidíase, e a tratar problemas como acne, infecções na garganta e mastite. Em infusão, conjuga-se bem com ervas como amor-de-hortelão (Galiumapariné), trevo-dos-prados (Trifoliumpraense) e camomila (Chãmomilla reculitd).

Princípios Ativos : óleo essencial rico em carotenoides (caroteno, calendulina, licopina), saponinas, flavonoides, cumarinas, resinas e mucilagens. e princípios amargos.
Pomada e tintura – feita com folhas e flores. Usar sobre as partes afetadas 3 a 4 vezes ao dia. A tintura , diluída com água ou fervida, pode ser aplicada diretamente em ferimentos diversos, exercendo excelente ação cicatrizante.

Infusão – 2 colheres de sopa de flores em 1/2 litro de água ou duas colheres de sopa , toma-se 1 xícara de chá antes da refeição principal.

Cataplasma – folhas e flores tenras, socadas e empastadas sobre um pano limpo.

Afecções hepáticas; menstruação dolorosa e insuficiente : em 1 xícara de chá, coloque uma colher de sobremesa de flores e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara de chá, 2 vezes ao dia, antes das principais refeições. No caso de menstruação dolorosa ou insuficiente, comece o tratamento 10 dias antes do início da menstruação.

Feridas; úlceras; acnes; inflamações purulentas : coloque 2 colheres de sopa de flores em 1 xícara de chá de álcool de cereais a 70 %. Deixe em maceração por 5 dias. Coe em um pano, espremendo o resíduo. Para o uso interno, tome 1 colher de chá diluído em um pouco de água, 2 vezes ao dia. Para uso externo, a tintura deve ser diluída com igual, com um chumaço de algodão, de 2 a 3 vezes ao dia.

Entupimento do canal lacrimal : em 1 xícara de chá, coloque 1 colher de sopa de flores e adicione água fervente. Abafe por 15 minutos, coe e espere esfriar. Faça por 15 minutos, coe e espere esfriar. Faça aplicações nos olhos, com um chumaço de algodão, de 2 a 3 vezes ao dia.

Escaras de decúbito; feridas; úlceras; pruridos; eczemas; fungos da pele : em um recipiente, coloque 1 colher de sobremesa de tintura, com 1 colher de sobremesa de óxido de zinco, 1 colher de sopa de vaselina e 1 colher de sopa de lanolina. Misture bem, até adquirir uma consistência pastosa. Aplique nos locais afetados, 2 vezes ao dia.

Reumatismo; contusões; dores musculares : em um pilão, coloque 2 colheres de sopa de folhas frescas. Amasse bem, até adquirir uma consistência pastosa. Espalhe em um pano ou gaze, aplique no local e cubra com um pano. Deve ser aplicada 2 vezes ao dia, durante 15 minutos, ou deixe agir a noite toda.

Ícaro Lima

Autor do blog Casal Aventura, blogueiro desde 2011 gosto de aventura ao ar livre e de histórias inspiradoras.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar